Thayssa Roriz
Intestino preso - Introdução Alimentar

Prisão de ventre após a introdução alimentar é normal?

Um problema comum nos bebês é a prisão de ventre após a introdução alimentar. E com isso vêm grandes desafios que podem ser enfrentados durante o processo de adaptação do bebê. Principalmente quando os pais, por falta de informações, comentem alguns erros durante essa fase inicial.

Buscando esclarecer os principais motivos, o que fazer quando isso ocorrer e muito mais, preparei esse artigo.

Uma situação comum quando o bebê começa a consumir alimentos sólidos é ficar com o intestino preso. E isso pode gerar alguns desconfortos, tanto para os bebês, quanto para os pais ou cuidadores.

Portanto, se vocês, pais ou responsáveis, estão passando por isso e não sabem o que fazer, ou se vão começar a introdução alimentar e querem se preparar, continue a leitura. 

Vamos lá?

Prisão de ventre após a introdução alimentar é normal?

Antes de saber a respeito da prisão de ventre após a introdução alimentar, que tal conhecer primeiro as características dessa situação?

Sinais da prisão de ventre em bebês:

  • Força: o bebê se esforça muito, chega a ficar vermelho, porém, não consegue fazer o cocô sair;
  • Aspecto das fezes: É outro ponto importante de se observar – o cocô tem aspecto mais consistente que antes de começar a introdução alimentar e é possível encontrar pedacinhos de alimentos;
  • Abdômen: a barriga pode ficar maior e mais durinha que o normal;
  • Gases e cólicas: É muito comum também acumular muitos gases e com isso, as cólicas;

É importante entender que, com a introdução alimentar é comum que tenha mudanças no padrão intestinal dos bebês, faz parte da nova adaptação.

Motivos que pioram o ressecamento do bebê:

  • Oferta de alimentos industrializados;
  • Interrupção do aleitamento materno, ou diminuição expressiva no início da introdução alimentar;
  • Introdução de alimentos liquidificados e peneirados – perdem as fibras. 

É importante lembrar que o leite materno é um excelente aliado também nessa fase.

O que fazer quando o meu bebê estiver com prisão de ventre?

Existem algumas estratégias que podem auxiliam com a prisão de ventre após a introdução alimentar. Entretanto, se a situação se prolongar por dias ou o bebê apresentar muito desconforto, será necessário procurar ajuda profissional. 

Algumas medidas que podem ser tomadas para o bebê com os desconfortos:

  • Manter a livre demanda de leite materno;
  • Oferecer água;
  • Colocar o bebê em posição fisiológica quando demonstrar vontade de evacuar;
  • Fazer uma leve massagem com movimentos circulares na barriga do bebê, abaixo do umbigo, no sentido horário;
  • Oferecer alimentos que possuem um efeito laxante natural:
  1. Frutas: mamão, laranja com bagaço, ameixa preta, tangerina, pêssego, abacate, manga;
  2. Vegetais: couve, brócolis, espinafre;
  3. Legumes: cenoura, batata doce, beterraba, abóbora; Dentre os cereais integrais: aveia, farelo de trigo.

Saiba que o uso de remédios laxantes, bem como chás com esse efeito ou outras ferramentas só devem ser usados sob prescrição médica.

Ficou com dúvidas sobre prisão de ventre após a introdução alimentar? Deixe nos comentários.

Thayssa Roriz - Introdução Alimentar e Nutrição Infantil

Thayssa Roriz

Formada em nutrição, mãe do Cadu e da Cora, apaixonada pelo poder da transformação de uma introdução alimentar bem conduzida.

Gostou? Ajude esse post a chegar a mais famílias.

Você também pode gostar.

Deixe seu comentário ou dúvida aqui.