Thayssa Roriz
Substituir suco por leite

Posso substituir uma mamada por suco?

Após os seis meses de aleitamento materno exclusivo, a amamentação já pode, aos poucos ser complementada com alimentos saudáveis. Essa fase de transição alimentar gera muitas dúvidas, principalmente para as mães de primeira viagem. Dentre as mais comuns está: será que posso substituir uma mamada por suco?

Historicamente o suco de frutas, bem como chás e outras bebidas leves têm sido utilizadas justamente nessa fase de transição entre a amamentação exclusiva e aintrodução de outros alimentos.

Mas será que isso é realmente adequado? Vamos esclarecer isso e muito mais nesse artigo.

Vamos lá?

O aleitamento materno deve ser exclusivo até os 6 meses do bebê

Antes de saber se é recomendado substituir uma mamada por suco, é importante reforçar que até os seis meses a alimentação do bebê deve ser feita exclusivamente com o leite materno.

Sendo assim, ele não precisará de água, sucos ou chás, como muitas pessoas ainda tem o hábito de oferecer ao bebê.

Na impossibilidade do aleitamento materno, deve ser usada uma fórmula infantil adequada para idade prescrita e orientada pelo pediatra ou nutricionista.

Até os seis meses tudo o que o bebê precisa para uma alimentação saudável e para um bom desenvolvimento está no leite materno:

  • Reduz a mortalidade até os cinco anos;
  • Aumenta a imunidade;
  • Evita diarreia e infecções respiratórias;
  • Diminui o risco de alergias, diabetes, colesterol alto e hipertensão;
  • Melhor nutrição e reduz a chance de obesidade;
  • Contribui para o desenvolvimento da cavidade bucal do bebê;

Os benefícios da amamentação exclusiva até os seis meses são muitos, tanto para a criança quanto para a mãe. E estamos descobrindo ganhos ainda mais duradouros que se refletem ao longo de toda a vida.

Mas, e depois dos seis meses? Posso substituir uma mamada por suco?

Segundo o manual de orientação do departamento de Nutrologia da Sociedade Brasileira de Pediatria não se deve oferecer suco, mesmo que natural da fruta, para crianças com menos de 12 meses.

Pois o consumo está associado ao aumento das taxas de obesidade, diabetes e problemas dentários, por conta do alto índice de açúcar presente nos sucos. Além de este hábito reduzir o consumo de frutas. Vamos entender melhor:

A fruta é composta de açúcar (frutose), fibras, vitaminas, minerais entre outros, quando o alimento é usado no preparo da bebida, acabamos perdendo suas fibras e outros nutrientes, e com isso o açúcar ao ser ingerido é aproveitado de forma muito rápida pelo organismo.

  • Dos 6 meses até 1 ano de idade deve-se oferecer frutas in natura ao invés de sucos (mesmo que naturais);

Vale destacar que a fruta em forma de suco desperdiça a fibra, pois é descartada na preparação.

Lembrando que a introdução alimentar deve ser feita de forma gradual, então, não se deve substituir as mamadas por nenhum outro alimento, apenas complementá-las. 

Depois de um ano de vida a recomendação é: A ingestão de suco pela criança deve ser limitada, de acordo com a idade:

  • 1 a 3 anos: 120 ml por dia 120- 180 ml por dia para;
  • 4 a 6 anos:120- 180 ml por dia.
  • Se for oferecer sucos naturais, preparados por você e com a fruta in natura, não adicione açúcar, nem adoçante e dilua com água (filtrada).

Conclusão

Portanto o que é recomendado pelos principais órgãos de saúde é que no início da introdução alimentar seja oferecido frutas naturais em cortes adequados para cada fase da introdução alimentar, que além de serem muito mais nutritivas, proporcionam uma experiência muito mais interessante da criança com o alimento.

A introdução alimentar é um processo de aprendizagem para o bebê e é importante garantir que seja feita de forma adequada, pois isso pode trazer inúmeros benefícios para a saúde da criança, e inclusive assegurar a sua preferência futura por alimentos mais saudáveis.

Você já notou estes 5 sinais de prontidão para a introdução alimentar do seu bebê?

Ficou com dúvidas sobre substituir uma mamada por suco? Deixe nos comentários.

Thayssa Roriz - Introdução Alimentar e Nutrição Infantil

Thayssa Roriz

Formada em nutrição, mãe do Cadu e da Cora, apaixonada pelo poder da transformação de uma introdução alimentar bem conduzida.

Gostou? Ajude esse post a chegar a mais famílias.

Você também pode gostar.

Deixe seu comentário ou dúvida aqui.